Justiça

Justiça autoriza assassino confesso de pastor a responder pelo crime em liberdade no Maranhão

Saulo Pereira vai ser monitorado por tornozeleira eletrônica e deve cumprir outras exigências para continuar com o benefício determinado pela Justiça.

07/11/2019 12h52
Por: Costa
Fonte: G1 MA — São Luís
220
Segundo a polícia, Saulo confessou o crime e disse onde o corpo estava enterrado — Foto: Divulgação / Polícia Civil
Segundo a polícia, Saulo confessou o crime e disse onde o corpo estava enterrado — Foto: Divulgação / Polícia Civil

O desembargador José Lopes Santos determinou de forma liminar a soltura de Saulo Pereira Nunes, preso no dia 14 de outubro deste ano, por conta do homicídio do pastor evangélico e técnico em informática Mackson da Silva Costa, de 37 anos.

Entre os argumentos do desembargador para autorizar a saída de Saulo Pereira da penitenciária estão que ele não responde a outro crime, não há indícios de que ele pretenda fugir da Região Metropolitana de São Luís, e também que o assassino confesso colaborou com a Polícia Civil desde que foi apontado como autor do crime.

Já a argumentação da defesa é de que Saulo é primário quanto ao cometimento de crimes, portanto "não tem antecedentes criminais, que ele tem residência fixa, exerce atividade laboral, confessou o delito, colaborou com as investigações, tem família e filhos e não oferece risco à sociedade e nem à instrução processual".

Desta forma, Saulo Pereira recebeu o benefício da liberdade mediante quatro condições, entre elas, a de ser monitorado por tornozeleira eletrônica:

1.  Comparecimento em Juízo, a cada 30 (trinta) dias, para informar e justificar suas atividades, comprovando o seu vínculo empregatício;

2.  Proibição de mudar de endereço e de se ausentar da Comarca sem autorização judicial;

3.  Recolhimento domiciliar no período noturno, das 22h às 6h de segunda à sexta e nos dias de sábado, domingo e feriados durante todo o dia na sua residência;

4.  Monitoramento eletrônico.

Em caso de descumprimento de qualquer dos requisitos, Saulo perde o benefício da liberdade, como determinado pelo desembargador em sua decisão.

Crime por ciúmes

Polícia Civil prendeu Saulo Pereira Nunes, de 38 anos, na tarde do dia 14 de outubro apontado nas investigações da Superintendência de Homicídio e Proteção à Pessoa (SHPP) como o assassino do pastor evangélico e técnico em informática Mackson da Silva Costa. O corpo foi localizado na casa de Saulo. A vítima estava desaparecida desde o dia 11 de outubro.

Segundo a polícia, Saulo Nunes confessou o crime. O corpo da vítima estava enterrado no quintal da casa de Saulo, no Maiobão, em Paço do Lumiar, Região Metropolitana de São Luís.

A motivação do crime, segundo a polícia, seria por conta de um suposto relacionamento entre a esposa de Saulo e a Mackson Costa, uma vez que consta em documentos oficiais que policiais encontraram no computador que a vítima utilizava no trabalho um aplicativo de troca de mensagens aberto com diversas conversas entre a vítima e uma mulher, sendo que uma dessas conversas estava relacionada a um encontro. Durante a investigação, os policiais constataram que a mulher em questão era esposa de Saulo Pereira.

 

 

Siga-nos nas redes sociais: Facebook | Twitter 

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários
São Luís São Luís - MA São Luís é um município brasileiro e a capital do estado do Maranhão. É a única cidade brasileira fundada por franceses, no dia 8 de setembro de 1612, posteriormente invadida por holandeses e por fim colonizada pelos portugueses. População: 958.545 (2010) Organização das Nações Unidas. Fonte: Wikipédia
Municípios
ANUNCIO NA FAIXA POLITICA
ANUNCIE AQUI
Últimas notícias
Anuncio na faixa esporte
Mais lidas
Anuncio faixa policia
Anúncio